ENERGIA SOLAR: SISTEMA DE COMPENSAÇÃO

ENERGIA SOLAR: SISTEMA DE COMPENSAÇÃO

Concentrada na geração hidroelétrica, a matriz energética brasileira é altamente dependente das condições climáticas, o que ficou bastante evidente durante o período de racionamento da energia elétrica, em 2001. Mais recentemente, a crise hídrica foi responsável por um aumento de 8% nas contas de energia nas residências durante o ano de 2015.

Para contornar este problema, uma solução que tem sido adotada por milhares de brasileiros nos últimos anos tem livrado os consumidores das constantes altas nas tarifas de energia de forma ambientalmente amigável. Trata-se da geração solar, formado por um conjunto de painéis solares, instalados geralmente no telhado das casas, que capta a energia do Sol. Conectado aos painéis está o inversor, que transforma a corrente contínua vinda destes em corrente alternada, podendo ser consumida dentro de casa e até mesmo “exportada” para a rua quando a geração de energia for maior do que o consumo. Assim, geram-se créditos que podem ser abatidos posteriormente em outras contas de energia, o chamado Sistema de Compensação de Energia Elétrica.

Regulamentado pela ANEEL em 2012, este sistema permite que o usuário com geração de energia solar fotovoltaica acumule excedentes da geração de energia e possa consumi-los num prazo de 60 meses. O usuário pode usar créditos para reduzir ou até mesmo anular a conta de energia de sua casa ou em outro endereço, desde que com mesma titularidade e dentro de uma mesma área de concessão. Dentro deste sistema é possível, inclusive, criar cooperativas de geração de energia estabelecendo cotas para cada participante, que pode abater em sua conta de luz os créditos gerados pela cooperativa. Outra possibilidade consiste no compartilhamento da energia gerada por uma pequena usina fotovoltaica pelos moradores de um condomínio.

Hoje já está demonstrado que a instalação de um sistema de energia solar fotovoltaica é um investimento que se paga, e é possível obter um retorno em cerca de cinco anos. Considerando que os equipamentos em geral possuem garantia para defeitos bem superior a este período e que a vida útil estimada é superior a 20 anos, não é difícil de se supor que os ganhos com a instalação de um sistema fotovoltaico são muito grandes. Não é à toa que a procura por estes aparelhos tem crescido tanto, e a previsão da ANEEL é de que até 2024, mais de 1,2 milhões de consumidores tenham optado por produzirem sua própria energia. É o futuro batendo à porta, ou melhor, o Sol batendo em seu telhado, em forma de uma oportunidade ecologicamente sustentável e financeiramente viável.

 

Raul Micena

Engenheiro Eletricista – GreenBras Energia Limpa

 

 

 

 

Confira a noticia no site da ANEEL sobre micro e mini geração distribuída, uma resenha da EPE sobre o aumento do consumo de energia e uma notícia d’O Globo sobre o aumento na conta de energia .

One thought on “ENERGIA SOLAR: SISTEMA DE COMPENSAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *